CPVI - Centro de Pesquisa da Visão Integrativa

Tel: (11) 3256 3368

E-mail: cpvi@cpvi.com.br

Sexta, 22 de Dezembro de 2014 - Boa tarde!
Óculos / Lentes
Acupuntura
Artigos Diversos
Baixa Visão
Cirurgias Oculares
Dependências
Editorial
Espiritualidade
Exercícios Oculares
Funções dos olhos
Homeopatia
Iridologia
Medicina psicossomática
Palestras
Qualidade de Vida
Vídeos
Eventos
Links
Depoimentos
Faça sua adesão na CPVI

Cirurgias Oculares

Cirurgia de Catarata

Catarata

Olho Normal
Olho Normal - O cristalino sem catarata foca a luz na retina.
O Olho com Catarata
O Olho com Catarata - A catarata bloqueia a luz antes que ela atinja a retina
Após a Cirurgia

Após a Cirurgia - Uma lente intra-ocular substitui o cristalino natural após a remoção da catarata

Mais de cinqüenta por cento das pessoas acima dos sessenta anos e algumas mais jovens sofrem de catarata. A catarata é tão comum que é corrente o ditado de que todos teremos catarata, se vivermos o bastante.

A catarata é o turvamento progressivo do cristalino, interferindo na absorção da luz que chega à retina. Os portadores de catarata normalmente a descrevem como se estivessem olhando através de uma queda d’água ou de uma folha de papel vegetal, com embaçamento gradual ou diminuição da visão.

A leitura fica mais difícil e dirigir um carro pode se tornar perigoso. O portador de catarata pode se sentir incomodado por luz forte ou ver halos ao redor de luzes. No início, a mudança no grau dos óculos pode até ajudar, mas com o avanço da catarata a visão vai diminuindo progressivamente.

Não existem tratamentos clínicos para reverter a catarata. Uma vez formada, só existe um meio de livrar-se da catarata: removê-la cirurgicamente.

Cirurgia de Catarata

Antigamente, a cirurgia era considerada arriscada e muita gente a evitava o quanto possível. A internação, por uma semana ou mais, era sempre necessária e as complicações após a cirurgia eram freqüentes. Hoje em dia, a cirurgia de catarata é realizada em regime ambulatorial e o procedimento cirúrgico em si pode levar apenas alguns minutos. Geralmente, logo após a cirurgia os pacientes recebem alta e vão para casa, evitando a inconveniência e as despesas hospitalares.

Técnicas Avançadas

Hoje, o médico conta com uma avançada técnica cirúrgica chamada faco-emulsificação, ou seja, cirurgia de catarata com pequena incisão. Após aplicação da anestesia local, uma incisão em degrau de cerca de 2,5mm é feita na parte da frente do olho. A catarata é, então, fracionada em partículas microscópicas usando-se ultra-som e aspirada do olho. Para compensar a remoção do cristalino, uma lente intra-ocular (LIO) é implantada. A incisão irá cicatrizar-se com a ajuda da pressão natural do olho. Entretanto, o médico poderá decidir executar um ou dois pontos.

A catarata é removida deixando a bolsa capsular intacta A lente intra-ocular é inserida na bolsa capsular restaurando a visão nítida

Cirurgia Bem Sucedida

As pessoas têm diferentes períodos de recuperação, mas a maioria dos pacientes apresenta melhora rapidamente após a cirurgia e retorna às suas rotinas dentro de poucos dias.

De acordo com a Sociedade Americana de Catarata e Cirurgia Refrativa, nos Estados Unidos, 98% dos pacientes apresenta melhoria da visão após a cirurgia. Alguns experimentam uma visão que, na verdade, é melhor do que a que eles tinham antes de desenvolverem a catarata.

Uma vez removida, a catarata não voltará. Os resultados da cirurgia são permanentes, com possibilidades de que o paciente tenha uma boa visão por toda a vida. Nos casos em que, decorrido algum tempo após a cirurgia, ocorrer embaçamento da membrana que se localiza atrás da pupila, o problema é geralmente resolvido por meio de um rápido tratamento denominado YAG Laser, realizado no consultório.

A Escolha é Sua

A catarata pode levar anos para se desenvolver. Mas, qual é o momento certo para removê-la? A resposta é bem simples: a hora de remover a catarata é quando você acreditar que a qualidade de sua vida seria melhor se você tivesse a oportunidade de voltar a enxergar como antes. Só você pode decidir qual é a hora de reabrir seus olhos para um mundo brilhante e nítido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Fonte: Folder educativo para pacientes