CPVI - Centro de Pesquisa da Visão Integrativa

Tel: (11) 3256 3368

E-mail: cpvi@cpvi.com.br

Sábado, 17 de Novembro de 2018 - Bom dia!
Óculos / Lentes
Acupuntura
Artigos Diversos
Baixa Visão
Cirurgias Oculares
Dependências
Editorial
Espiritualidade
Exercícios Oculares
Funções dos olhos
Homeopatia
Iridologia
Medicina psicossomática
Palestras
Qualidade de Vida
Vídeos
Eventos
Links
Depoimentos
Faça sua adesão na CPVI

Espiritualidade

Eu sonhei que estava entrevistando D`us


- E então, você gostaria de me entrevistar? Ele disse.

- Se você tiver tempo – respondi.

D´us sorriu.

- Meu tempo é eterno. Que perguntas você gostaria de me fazer?

- O que mais o surpreende na espécie humana?

D´us pensou um pouco e respondeu;

- Os homens ficam aborrecidos na infância e não vêem a hora de crescer. Depois sentem saudades da infância novamente.

- Perdem a saúde para ganhar dinheiro e , depois, gastam seu dinheiro para recuperar a saúde.

- Eles estão tão preocupados com o futuro, que esquecem o presente; por isso não vivem nem o futuro nem o presente.

- Vivem como se jamais fossem morrer e morrem, muitas vezes, sem ter vivido.

D´us pegou minhas mãos e por um minuto ficamos em silêncio.
Depois eu perguntei:

- Se Você fosse um pai, quais conselhos daria para seu filho?
Então Ele respondeu com um sorriso:

- Aprender que o mais importante na vida não é o que se possui, mas quem se possui.

- Aprender que não é bom comparar uma pessoa a outra.

- Aprender que rico não é aquele que possui mais, mas sim aquele que está satisfeito com o que tem.

- Aprender que, em segundos, podemos abrir feridas profundas numa amizade, que levam anos para cicatrizar.

- Aprender que existem pessoas que nos amam profundamente, mas que nem sempre conseguem demonstrar ou expressar seus sentimentos.

- Aprender que duas pessoas podem olhar para um mesmo ponto e ver coisas diferentes.

- Aprender que não é suficiente ser perdoado, mas também perdoar a si mesmo.

- E, sobretudo, aprender que Eu estou aqui.

Fonte: Revista Nascente - traduzido por Sandra M. Segal