CPVI - Centro de Pesquisa da Visão Integrativa

Tel: (11) 3256 3368

E-mail: cpvi@cpvi.com.br

Sexta, 19 de Dezembro de 2014 - Boa tarde!
Óculos / Lentes
Acupuntura
Artigos Diversos
Baixa Visão
Cirurgias Oculares
Dependências
Editorial
Espiritualidade
Exercícios Oculares
Funções dos olhos
Homeopatia
Iridologia
Medicina psicossomática
Palestras
Qualidade de Vida
Vídeos
Eventos
Links
Depoimentos
Faça sua adesão na CPVI

Funções dos olhos

Patologias - Deslocamento da retina


O QUE É RETINA?

Retina é uma camada fina de tecido nervoso sensível à luz localizada no interior do olho. É o tecido que transforma luz em estímulo nervoso e o envia ao cérebro. Pode ser comparado a um filme numa câmara fotográfica.

O QUE É VÍTREO?

O vítreo é um material gelatinoso que preenche quase todo o espaço intra-ocular. Com o envelhecimento do vítreo frequentemente se liquefaz e pode se colapsar. Quando isto ocorre o vítreo se separa da retina. Isto pode resultar em “Flashes” luminosos e pontos flutuantes (moscas volantes). A liquefação do vítreo e a separação da retina ocorre mais frequentemente e mais precocemente nos olhos míopes. Também podem ocorrer após lesão ou inflamação do olho.

O QUE É UMA ROTURA DE RETINA?

Quando o vítreo se separa da retina, em alguns olhos, pode haver uma rasgadura da retina. Estas roturas são frequentemente pequenas e localizadas na região anterior da retina. O único sintoma produzido por estas roturas são os “flashes” e os pontos flutuantes. Qualquer pessoa com “fleshes” ou início súbito de pontos flutuantes deve ser examinado por um oftalmologista. O oftalmologista irá procurar cuidadosamente por uma rotura de retina.

O QUE É UM DESCOLAMENTO DE RETINA?

Pré operatórioO descolamento de retina é a separação da retina da parede do fundo do olho. Quando há uma rotura de retina, o líquido do vítreo pode passar através desta rotura e descolar a retina. Na medida em que o líquido se acumula sob a retina, o descolamento se torna maior. Áreas descoladas de retina perdem a visão.

QUAIS OS SINTOMAS DO DESCOLAMENTO DE RETINA?

A maioria das pessoas notam “flashes” e pontos flutuantes antes da retina se descolar. Conforme ocorre o descolamento, uma área crescente é percebida. Algumas pessoas comparam esta sensação à de uma cortina se fechando, ou uma sombra se desenhando na frente do olho, ou como se estivesse sob água. A área escura pode iniciar em qualquer parte do campo visual, o olho não será capaz de ver detalhes finos.

QUEM PODE APRESENTAR DESCOLAMENTO DE RETINA?

Apesar de qualquer pessoa poder apresentar descolamento de retina, é mais comum em alguns grupos. Estes incluem míopes, pessoas com mais de 50 anos, aqueles que apresentaram lesão grave no olho e aqueles com história familiar de descolamento de retina.

COMO SÃO TRATADOS ROTURA E DESCOLAMENTO DE REITINA?

Pós operatórioRoturas de retina com mínimo ou nenhum descolamento de retina podem ser tratadas com laser ou congelamento (crioterapia). Algumas roturas não requerem tratamentos. A maioria dos descolamentos de retina requer cirurgia para reposicionamento da retina ao fundo do olho. Há vários métodos utilizados hoje em dia. O tipo de cirurgia utilizada depende do tipo e extensão do deslocamento, e da preferência do cirurgião.

A introflexão escleral é o método mais comum. Neste procedimento a rotura causadora do deslocamento da retina é localizada e tratada. Uma peça flexível de silicone (borracha) é suturada na esclera (branco do olho) para bloquear a área da rotura e descolamento. O líquido sub-retiniano pode ser drenado da retina descolada. Retinopexia pneumática é um método recente para tratamento de alguns casos de descolamento de retina. Nesta técnica a rotura ou roturas são identificadas e tratadas. Uma bolha de um gás especial é infetada no olho. O gás é utilizado para empurrar a área da rotura ou roturas. A vitrectomia é um outro método cirúrgico utilizado em alguns tipos de descolamentos. É utilizado para descolamentos com características incomuns ou complicados, com rotura muito grandes, tecido cicatricial na retina, muito sangue no vítreo ou descolamentos em que falharam os outros métodos. Uso de gases expansivos (C3F8) ou óleo de silicone podem ser injetados no olho nos casos mais graves.

MINHA VISÃO RETORNARÁ SE EU APRESENTAR UM DESCOLAMENTO DE RETINA?

Com os métodos atuais aproximadamente 9 em cada 10 olhos podem ter sua retina reaplicada. Como o descolamento pode lesar a retina, a maioria das pessoas não recupera a visão perfeita. Se a mácula (região central, área mais sensível da retina) não for afetada pelo descolamento, 2 em cada 3 olhos recuperará a visão de leitura. Se esta área for afetada apenas 1 em cada 3 olhos recuperará a visão de leitura.

Fonte: CPVI